Difference between pages "Package:Varnish" and "Gentoo Linux Philosophy/pt-br"

(Difference between pages)
 
(Created page with "Filosofia Gentoo Linux Essa a filosofia Gentoo Linux. Você pode estar procurando pela visão do Funtoo Linux ao invés disso. Todo usuário tem o tra...")
 
Line 1: Line 1:
{{Ebuild
+
Filosofia Gentoo Linux
|Summary=Varnish is a state-of-the-art, high-performance HTTP accelerator
+
Essa a filosofia Gentoo Linux. Você pode estar procurando pela [[Funtoo_Linux_Vision|visão]] do Funtoo Linux ao invés disso.
|CatPkg=www-servers/varnish
+
|Homepage=https://www.varnish-cache.org/
+
}}
+
'''Varnish''' is a Web cache and HTTP accelerator.  Varnish will either serve cached content, or retrieve content from the server, and cache it.  Varnish cache will reduce I/O pressure on Web servers.
+
  
==Install==
+
Todo usuário tem o trabalho que eles precisam fazer. O objetivo do Gentoo é de desenvolver ferramentas e sistemas que permitam um usuário que faça aquele trabalho tão agradavelmente e eficiente quanto possível, como eles veem que se encaixa. Nossas ferramentas devem ser uma alegria de utilizar, e devem ajudar ao usuário apreciar a riqueza do Linux e da comunidade do software livre, e a flexibilidade do software livre. Isso só é possível quando a ferramenta é desenvolvida para refletir e transmitir a vontade do usuário, e deixar as possibilidades abertas como para a forma final dos materiais cru (o código fonte.) Se a ferramenta força o usuário fazer coisas de um jeito particular, então a ferramenta está trabalhando contra, em vez de, para o usuário. Todos nós temos experimentados situações onde as ferramentas aparentam estar impondo suas respectivas vontades no usuário. Isso está backwards, e contrario a filosofia do Gentoo.
===Emerge===
+
  
Install {{Package|www-servers/varnish}}:
+
Coloque de outro jeito, a filosofia do Gentoo é criar ferramentas melhores. Quando uma ferramenta estiver seu serviço perfeitamente, você pode bem estar muito ciente de sua presença, por que ela não interfere e torna sua presença conhecida, nem te força a interagir com ela quando você não quiser. A ferramenta serve ao usuário em vez de a ferramentas servir ao usuário.
<console>###i## emerge www-servers/varnish</console>
+
  
==Configuration==
+
O propósito do Gentoo é de lutar para criar ferramentas próximas do ideal. Ferramentas que podem acomodar as necessidades de muitos usuários diferentes, todas com objetivos divergentes. Você não ama quando encontra uma ferramenta que faz exatamente o que você quer que faça? Não parece ótimo? Nossa missão é dar essa sensação para a maior quantidade de pessoas possível.
  
{{note|as your varnish is local to your server, your server needs to be aware that it is behind a proxy, and configured for [http://en.wikipedia.org/wiki/X-Forwarded-For x-forwarded-for] or similar to fetch real users IP addresses instead of displaying 127.0.0.1 or localhost.}}
+
-Daniel Robbins
 
+
Configuration is controlled by /etc/varnish/default.vcl & /etc/conf.d/varnishd
+
 
+
{{file|name=/etc/varnish/default.vcl|desc=varnish configuration file|body=
+
vcl 4.0;
+
backend default {
+
    .host = "127.0.0.1";
+
    .port = "8080";
+
}
+
}}
+
 
+
{{file|name=/etc/conf.d/varnishd|desc=varnish configuration file|body=
+
VARNISHD="/usr/sbin/varnishd"
+
VARNISHADM="/usr/bin/varnishadm"
+
CONFIGFILE="/etc/varnish/default.vcl"
+
VARNISHD_OPTS="-a 127.0.0.1:80"
+
VARNISHD_OPTS="${VARNISHD_OPTS} -u varnish -g varnish"
+
}}
+
 
+
Varnish will fetch data from localhost:8080 and serve accelerated proxy data on localhost:80
+
 
+
=== [https://www.varnish-cache.org/docs/4.0/users-guide/increasing-your-hitrate.html Achieving a high hit rate] ===
+
 
+
=== c10k ===
+
For 10,000 concurrent connections -- or not -- a few configuration settings control the power of varnish.  If you're having varnish directly serve to the outside world, dial back concurrency to say 50 or 100 connections per IP. You must take into account corporations and universities hammering several connections from a singular IP.  c10k is useful information for if varnish is behind a load balancer such as pound, nginx, or tengine, and all requests are internal and local.
+
 
+
{{file|name=/etc/conf.d/varnishd|desc=varnish concurrency settings|body=
+
VARNISHD_OPTS="-a 127.0.0.1:80 -p thread_pool_min=20 -p thread_pool_max=1000 -p thread_pool_add_delay=2 -s malloc,700M"
+
}}
+
 
+
{{file|name=/etc/varnish/default.vcl|desc=varnish concurrency settings|body=
+
backend default {
+
    .host = "127.0.0.1";
+
    .port = "8080";
+
    .connect_timeout = 600s;
+
    .first_byte_timeout = 600s;
+
    .between_bytes_timeout = 600s;
+
    .max_connections = 10000;
+
    # .port = "80" led to issues with competing for the port with apache.
+
}
+
}}
+
 
+
== Boot Service ==
+
 
+
To start varnish immediately:
+
<console>###i## rc-service varnishd start</console>
+
 
+
To start varnish at boot:
+
<console>###i## rc-update add varnishd default</console>
+
 
+
== Verification ==
+
To verify that your traffic is going through varnish, and see if you're getting hits or misses:
+
<console>$##i## curl -I http://www.funtoo.org/Welcome</console>
+
 
+
== Benchmarking ==
+
{{package|app-admin/apache-tools}} apache benchmark can show the power of varnish.  The examples shown are running 500 requests with concurrency of 100 hits.
+
 
+
;Example 1: ab against a 3 worker cluster mode puma server
+
<console>###i## ab -n 500 -c 100 http://127.0.0.1:3000/index.html | grep Request</console>
+
Requests per second:    110.92 [#/sec] (mean)
+
 
+
;Example 2: ab against the same server served through varnish
+
<console>###i## ab -n 500 -c 100 http://127.0.0.1/index.html | grep Request</console>
+
Requests per second:    10268.42 [#/sec] (mean)
+
 
+
== SSL support ==
+
Varnish does not support ssl.  There are packages to get around this limitation:
+
* {{package|net-misc/stunnel}}
+
* {{package|www-servers/pound}}
+
 
+
== Media ==
+
{{#widget:YouTube16x9|id=JEF6_XC-2ZU}}
+
{{EbuildFooter}}
+

Revision as of 17:49, December 23, 2014

Filosofia Gentoo Linux Essa a filosofia Gentoo Linux. Você pode estar procurando pela visão do Funtoo Linux ao invés disso.

Todo usuário tem o trabalho que eles precisam fazer. O objetivo do Gentoo é de desenvolver ferramentas e sistemas que permitam um usuário que faça aquele trabalho tão agradavelmente e eficiente quanto possível, como eles veem que se encaixa. Nossas ferramentas devem ser uma alegria de utilizar, e devem ajudar ao usuário apreciar a riqueza do Linux e da comunidade do software livre, e a flexibilidade do software livre. Isso só é possível quando a ferramenta é desenvolvida para refletir e transmitir a vontade do usuário, e deixar as possibilidades abertas como para a forma final dos materiais cru (o código fonte.) Se a ferramenta força o usuário fazer coisas de um jeito particular, então a ferramenta está trabalhando contra, em vez de, para o usuário. Todos nós temos experimentados situações onde as ferramentas aparentam estar impondo suas respectivas vontades no usuário. Isso está backwards, e contrario a filosofia do Gentoo.

Coloque de outro jeito, a filosofia do Gentoo é criar ferramentas melhores. Quando uma ferramenta estiver seu serviço perfeitamente, você pode bem estar muito ciente de sua presença, por que ela não interfere e torna sua presença conhecida, nem te força a interagir com ela quando você não quiser. A ferramenta serve ao usuário em vez de a ferramentas servir ao usuário.

O propósito do Gentoo é de lutar para criar ferramentas próximas do ideal. Ferramentas que podem acomodar as necessidades de muitos usuários diferentes, todas com objetivos divergentes. Você não ama quando encontra uma ferramenta que faz exatamente o que você quer que faça? Não parece ótimo? Nossa missão é dar essa sensação para a maior quantidade de pessoas possível.

-Daniel Robbins