Difference between revisions of "Install/pt-br/Chroot"

(Created page with "=== Chroot no Funtoo === Antes de iniciar o chroot no seu novo sistema, há algumas coisas que precisam ser feitas antes. Vcê precisará montar /proc e /dev dentro do seu nov...")
 
(Chroot no Funtoo)
Line 9: Line 9:
  
 
<noinclude>
 
<noinclude>
{{Note|This is a template that is used as part of the Installation instructions, to describe the process of chrooting into the stage3. Templates are being used to allow multiple variant install guides that use most of the same re-usable parts.}}
+
{{Note|Esse é um template que é utilizado como parte das instruções de instalação, para descrever o processo de inicialização do chroot no stage3. Templates estão sendo utilizados para permitir múltiplos guias de instalação variantes que utilizam a maioria das mesmas pates reutilizáveis.}}
 
</noinclude>
 
</noinclude>
  
You'll also want to copy over <code>resolv.conf</code> in order to have proper DNS name resolution from inside the chroot:
+
Você também precisará copiar no <code>resolv.conf</code> a fim de ter uma resolução de nome de DNS adequado de dentro do chroot:
 
<console>
 
<console>
 
# ##i##cp /etc/resolv.conf etc
 
# ##i##cp /etc/resolv.conf etc
 
</console>
 
</console>
  
Now you can chroot into your new system. Use <code>env</code> before <code>chroot</code> to ensure that no environment variables from the installation media are used by your new system:
+
Agora você pode iniciar o chroot no seu novo sistema. Utilize <code>env</code> antes de iniciar o <code>chroot</code> para asegura-se de que nenhuma variáveis de ambiente da mídia  de instalação sejam utilizadas pelo seu sistema:
  
 
<console>
 
<console>

Revision as of 18:44, January 29, 2015

Chroot no Funtoo

Antes de iniciar o chroot no seu novo sistema, há algumas coisas que precisam ser feitas antes. Vcê precisará montar /proc e /dev dentro do seu novo sistema. Utilize os seguintes comandos:

# cd /mnt/funtoo
# mount -t proc none proc
# mount --rbind /sys sys
# mount --rbind /dev dev


Note

Esse é um template que é utilizado como parte das instruções de instalação, para descrever o processo de inicialização do chroot no stage3. Templates estão sendo utilizados para permitir múltiplos guias de instalação variantes que utilizam a maioria das mesmas pates reutilizáveis.


Você também precisará copiar no resolv.conf a fim de ter uma resolução de nome de DNS adequado de dentro do chroot:

# cp /etc/resolv.conf etc

Agora você pode iniciar o chroot no seu novo sistema. Utilize env antes de iniciar o chroot para asegura-se de que nenhuma variáveis de ambiente da mídia de instalação sejam utilizadas pelo seu sistema:

# env -i HOME=/root TERM=$TERM chroot . bash -l
Note

Users of live CDs with 64-bit kernels installing 32-bit systems: Some software may use uname -r to check whether the system is 32 or 64-bit. You may want append linux32 to the chroot command as a workaround, but it's generally not needed.

Important

If you receive the error "chroot: failed to run command `/bin/bash': Exec format error", it is probably because you are running a 32-bit kernel and trying to execute 64-bit code. SystemRescueCd boots with a 32-bit kernel by default.

It's also a good idea to change the default command prompt while inside the chroot. This will avoid confusion if you have to change terminals. Use this command:

# export PS1="(chroot) $PS1"

Congratulations! You are now chrooted inside a Funtoo Linux system. Now it's time to get Funtoo Linux properly configured so that Funtoo Linux will boot successfully when your system is restarted.