Install/Chroot/pt-br

From Funtoo
Jump to: navigation, search
This page is a translated version of the page Install/Chroot and the translation is 100% complete.

Other languages:
English • ‎español • ‎português do Brasil • ‎русский

Guia de Instalação: Chroot para dentro do Funtoo

Install Guide, Chapter 9 < Prev Next >

Para instalar o Funtoo Linux, o comando chroot deve ser utilizado primeiro . O comando chroot "mudará para dentro" do ambiente do sistema Funtoo Linux que será instalado. Deste modo, todos os comandos que você executar após executar o "chroot" serão executados dentro do seu recém extraído sistema Funtoo Linux.

Antes do chroot, existem algumas coisas que precisam ser feitas para ajustar o ambiente chroot. Você precisa montar os sistemas virtuais /proc, /sys e /dev dentro do seu novo ambiente. Use os seguintes comandos para fazer isso:

root # cd /mnt/funtoo
root # mount -t proc none proc
root # mount --rbind /sys sys
root # mount --rbind /dev dev

Você também precisa copiar o conteúdo do arquivo /etc/resolv.conf da máquina hospedeira para o novo ambiente. Deste modo, a resolução dos nomes de host da Internet dentro do chroot funcionará corretamente:

root # cp /etc/resolv.conf /mnt/funtoo/etc/

Agora você pode entrar em seu novo sistema. Use o comando env antes de chroot para garantir que nenhuma configuração de ambiente da mídia de instalação seja enviada para o novo sistema:

root # env -i HOME=/root TERM=$TERM /bin/chroot . bash -l
   Note
Para usuários de live CDs com kernels de 64 bits instalando sistemas de 32 bits: Alguns softwares podem usar  uname -r para verificar se o sistema é de 32 ou 64 bits. Você pode acrescentar o parâmetro linux32 ao comando chroot como uma solução alternativa, mas geralmente isso não é necessário.
   Important
Se você receber o erro "chroot: failed to run command `/bin/bash': Exec format error", é mais provável que você esteja executando um kernel de 32 bits e tentando executar código de 64 bits. Certifique-se de ter selecionado o tipo apropriado de kernel ao inicializar o SystemRescueCD.

Também é uma boa ideia mudar o prompt de comando padrão enquanto estiver dentro do chroot. Isso evitará confusão se você trocar de terminal. Use este comando:

root # export PS1="(chroot) $PS1"

Teste a resolução de nomes de dentro do chroot:

root # ping -c 5 google.com

Se não há retorno de pacotes no ping, certifique-se que /etc/resolv.conf não contém algo como endereços 127.0.x.x, caso sim, edite a entrada contendo 127.0.x.x para 8.8.8.8 -- o servidor de DNS público do Google. Alternativamente, você pode trocar esse IP pelo seu servidor DNS preferido quando o sistema estiver instalado.

Parabéns! Agora você está dentro da instalação do Funtoo Linux. Agora é hora de deixar seu Funtoo Linux devidamente configurado, a fim de que o mesmo inicie com sucesso, sem nenhuma assistência manual, quando o sistema for reiniciado.