Install/Configuration Files/pt-br

From Funtoo
Jump to: navigation, search
This page is a translated version of the page Install/Configuration Files and the translation is 100% complete.

Other languages:
English • ‎español • ‎português do Brasil • ‎русский

Guia de Instalação: Arquivos de Configuração

Install Guide, Chapter 11 < Prev Next >

Como é esperado de uma distribuição Linux, o Funtoo Linux também possui sua cota de arquivos de configuração. O único arquivo que é absolutamente necessário editar para garantir que o Funtoo Linux inicialize com sucesso é /etc/fstab. Os outros são opcionais.

Utilizando Nano

O editor de textos padrão incluído no ambiente chroot é chamado de nano. Para editar um dos arquivos abaixo, execute o nano da seguinte maneira:

chroot # nano -w nome_do_arquivo

Quando estiver no editor nano, você pode usar as teclas das setas para mover o cursor e teclas como backspace e delete trabalharão como esperado. Para salvar um arquivo, pressione control-o, e responda S ou Y quando um prompt de confirmação for exibido. A modificações serão salvas. Para descartar as modificações responda N. Para maiores informações consulte a manpage do nano.

Arquivos de Configuração

Aqui está uma lista completa de arquivos que você pode querer editar, dependendo de suas necessidades:

ArquivoPreciso modificá-lo?Descrição
/etc/fstab SIM - Requerido Pontos de montagem para todos os sistemas de arquivos a serem usados no momento da inicialização. Este arquivo deve refletir sua configuração de partição de disco. Vamos guiá-lo através da modificação deste arquivo abaixo.
/etc/localtime Talvez - Recomendado Seu fuso horário, que será o padrão para UTC, se não for definido. Este deve ser um link simbólico para um dos arquivos localizados em /usr/share/zoneinfo. Por exemplo, /usr/share/zoneinfo/America/Sao_Paulo para definir a hora oficial de Brasília.
/etc/portage/make.conf Talvez - Recomendado Parâmetros usados pelo gcc (compilador), portage e make. Note que é normal que este arquivo esteja vazio no Funtoo Linux, já que muitas configurações foram migradas para o nosso sistema de perfil aprimorado.
/etc/conf.d/hostname Talvez - Recomendado Utilizado para definir o nome de host (hostname) do sistema. Define a variável hostname com um nome FQDN - Nome Totalmente Qualificado (com pontos, como foo.funtoo.org) se você tiver um domínio. De outro modo define apenas um nome de host (sem os pontos, como foo). Por omissão, esse valor é definido como localhost.
/etc/hosts Não Não é mais necessário definir esse valor manualmente. Esse arquivo é automaticamente gerado a partir de /etc/init.d/hostname.
/etc/conf.d/keymaps Opcional Arquivo de configuração de mapeamento de teclado (para pseudo-terminais do console). Defina se você tiver um teclado diferente padrão Americado (en-US). Veja a página Funtoo Linux Localização.
/etc/conf.d/hwclock Opcional Define como o tempo do relógio de hardware do sistema, mantido pela bateria, é interpretado (hora UTC ou hora LOCAL). O Linux usa o relógio de hardware com bateria para inicializar o relógio do sistema quando o sistema é inicializado. O padrão é a hora UTC. .
/etc/conf.d/modules Opcional Módulos de kernel definidos para carregar automaticamente na inicialização do sistema. Normalmente não é obrigatório. Veja Additional Kernel Resources para mais informações.
/etc/conf.d/consolefont Opcional Permite que você especifique a fonte padrão do console. Para aplicar essa fonte, ative o serviço consolefont executando "rc-update add consolefont"...
profiles Opcional Algumas configurações úteis do portage podem ajudar a acelerar a configuração inicial.

Se você está instalando uma versão em inglês do Funtoo Linux, você está com sorte, já que a maioria dos arquivos de configuração pode ser usada como está. Se você está instalando para outra localidade, não se preocupe. Vamos orientá-lo nas etapas de configuração necessárias na página Funtoo Linux Localização e, se necessário, há sempre um suporte amigável e útil disponível. (Consulte Obter Ajuda)

Vamos em frente e ver o que temos que fazer. Use nano -w <nome_do_arquivo> para editar arquivos de configuração -- o argumento "-w" desativa o agrupamento de palavras. Isso é indispensável ao editar arquivos de configuração. Você pode copiar e colar a partir dos exemplos.

   Warning

É indispensável editar o arquivo /etc/fstab com os parâmetros corretos antes de reiniciar ! Os campos "fs" e "type" precisam combinar com suas partições em disco e com os tipos de sistemas de arquivos utilizados para formatá-los. O particionamento foi feito no início da instalação com gdisk or fdisk. Pular esse passo impede que o sistema funcione corretamente após o reinício.

/etc/fstab

O arquivo /etc/fstab é utilizado pelo comando mount, que é executado quando o sistema é inicializado. As linhas neste arquivo informam ao mount sobre quais sistemas de arquivos devem ser montados e como eles devem ser montados. Para que o sistema seja inicializado corretamente, você deve editar o /etc/fstab e garantir que ele reflita a configuração das partições definidas anteriormente no processo de instalação. Se você não consegue lembrar a configuração da partição que você usou anteriormente, o comando lsblk pode ser útil para você:

chroot # nano -w /etc/fstab
   /etc/fstab - Um exemplo de arquivo fstab
# A raiz do sistema de arquivos deve ter um número pass como 0 ou 1.
# Todos os outros sistemas de arquivos DEVEM ser definidos como 0 ou um valor maior que 1.
#
# NOTA: Se sua partição de BOOT for do tipo ReiserFS, adicione a opção notail no conjunto de opções.
#
# Consulte a manpage fstab(5) para mais informações.
# <fs>	     <mountpoint>  <type>  <opts>         <dump/pass>

/dev/sda1    /boot         ext2    noauto,noatime 1 2
/dev/sda2    none          swap    sw             0 0
/dev/sda3    /             ext4    noatime        0 1
#/dev/cdrom  /mnt/cdrom    auto    noauto,ro      0 0
   Note

Se estiver usando o UEFI para inicializar, altere a linha /dev/sda1 para que ele indique vfat em vez de ext2. Da mesma forma, certifique-se de que a linha /dev/sda3 especifique xfs ou ext4, dependendo de qual sistema de arquivos você escolheu anteriormente no início da instalação ao criar sistemas de arquivos.

/etc/localtime

O arquivo /etc/localtime é usado para especificar o fuso horário (hora local) no qual sua máquina está. O padrão do relógio de hardware deve ser a hora UTC. Se você quiser que seu sistema Funtoo Linux use a hora local, você deve substituir o /etc/localtime por uma ligação simbólica para o fuso horário que você deseja usar.

chroot # ln -sf /usr/share/zoneinfo/America/Sao_Paulo /etc/localtime

O comando acima define a zona de tempo para o horário padrão brasileiro (Brazilian Time). Digite ls /usr/share/zoneinfo para exibir uma lista de zonas de tempo disponíveis. Também existem subdiretórios contendo fusos horários descritos por localidades.

/etc/portage/make.conf

Os sinalizadores (flags) definidos na variável USE definem quais funcionalidades são ativadas quando os pacotes são construídos. Não é recomendado adicionar muitos sinalizadores USE durante a instalação; você deve esperar até ter um sistema inicializável funcional antes de alterar seus flags em USE. Um sinalizador de USE prefixado com um sinal de menos ("-") diz ao Portage para não usar esse sinalizador durante a compilação. Um guia do Funtoo para as flags USE estará disponível no futuro. Por enquanto, você pode encontrar mais informações sobre as opções de USE no Manual do Gentoo em Gentoo Handbook.

/etc/conf.d/hwclock

Se estiver em dual boot como o sistema Microsoft Windows (tm), é preciso editar esse arquivo e alterar o padrão do relógio de UTC para local, pois o sistema Windows SEMPRE utiliza o relógio na hora local. Caso contrário, você normalmente não precisaria editar este arquivo.

chroot # nano -w /etc/conf.d/hwclock

Localização

Por padrão, Funtoo Linux é configurado com o padrão Unicode (UTF-8) e usa o código de localização do idioma inglês dos EUA (en_US.UTF-8). Para configurar seu sistema para outra localidade e o teclado para um padrão diferente de inglês dos EUA consulte Funtoo Linux Localização. Para configurar a Localização de seu sistema como "Português do Brasil". Utilize "pt_BR.UTF-8" como localização padrão e defina o teclado como "br-abnt2" que é atualmente o teclado brasileiro padrão.

Install Guide, Chapter 11 < Prev Next >